Lifestyle

Café da manhã perfeito no Rio de Janeiro

Ahh, a ponte aérea. Umas das melhores coisas de se morar em São Paulo é que apenas 40 minutos de voo te separam do Rio de Janeiro. Se você não pode morar no Rio, que pelo menos more perto, é o que eu sempre digo. E nos meus finais de semana passados no Rio, cada vez mais frequentes, acabei desenvolvendo um hábito lindo: tomar café da manhã em lugares incríveis!

O café da manhã é minha refeição favorita do dia, e comer é.. bom, minha atividade favorita da vida. Imagina a importância dessas manhãs sagradas? Por isso resolvi reunir pra vocês os lugares mais gostosos que já descobri para começar bem o dia no Rio, com a cabeça leve e a barriga pesadinha. Aí vão:

1. D.R.I Café, no Parque Lage

O palacete e a natureza são os grandes atrativos do café do Parque Laje

Um parque com natureza selvagem, bem aos pés do Corcovado e com bela vista para o Cristo. Nele, um palacete do século XX abriga a Escola de Artes Visuais e, portanto, um monte de gente descolada. É na varanda deste palacete que é servido um dos cafés da manhã mais concorridos do Rio. Mesmo! Tem até uma lousinha para anotar os nomes na espera. Mas esperar não é problema: a arquitetura é tão linda, assim como os arredores do parque, que ficar sentadinho lá esperando já é uma delícia de passeio.

Making of do que seria a foto pro blog

E depois, vem a recompensa: um café da manhã completinho em bandejas individuais com pães, frios, bolo, fruta, suco de laranja, bebida quente, geléia e ricota. Hmm! Custa R$ 24 aos finais de semana, e por mais R$ 4 você acrescenta um mini-misto na bisnaguinha e granola com iogurte e mel. Acho que nem precisa – a refeição “simples” já é muitíssimo bem servida. Só tome cuidado para não virar, sem querer, modelo de algum estudante de desenho praticando por ali. O café é servido até as 13h, mas se puder chegue de manhã cedo – aí dá até pra fazer uma trilha no Corcovado ou passear no Jardim Botânico depois.

– Rua Jardim Botânico 414 – Jardim Botânico

2. Cafeína, no Leblon

Meu saudável café da manhã de domingo passado

Ai, como o Leblon é fino, né? É mesmo, e a gente adora passear por ali cruzando com gente linda e com cara de global. Só é chato quando essa gente está na sua frente na fila de espera do Cafeína, que fica bem cheio no domingo de manhã. Se der pra ir outro dia, melhor. O que importa é ir – em uma esquininha, com mesas na calçadas, doces deliciosos e bebês fofinhos como frequentadores, o Cafeína é definitivamente um lugar feliz.

Lá você pode pedir um café combinado, ao estilo do Parque Laje, ou lanches, salgados e doces à la carte. Sempre escolho a segunda opção, porque a vitrine de doces de lá é irresistível. Imagino que nada no mundo supere aquela tortinha de morango. A conta vai dar entre R$ 20 e R$ 30 por pessoa.

– Av. Ataufo de Paiva, 1.321 – esquina com a R. Rita Ludolf

3. Colombo, no Forte de Copacabana

Não tem paisagem melhor para o seu café do que a praia de Copacabana (Foto: Divulgação)

Leblon pode até ser fino, mas chique mesmo é tomar café da manhã no Forte de Copacabana. O Café do Forte, da tradicional confeitaria Colombo, oferece sanduíches, salgados, bolos e waffles, para começar o dia doce, doce. Nos finais de semana, também tem fila de espera (como tem gente naquela cidade!), mas vale a pena – especialmente se estiver quentinho e você possa ficar em uma mesa do lado de fora, curtindo a brisa e a vista da Praia de Copacabana. Se tiver frio, curta o lado interno, que é sofisticado. Uh lalá! Prepare o bolsinho: para ser feliz sem amanhã, gasta-se pelo menos R$ 30 por pessoa.

– Praça Cel Eugênio Franco, 1 – posto 6

4. Bixcoito Globo e coco na orla

Não tem nada mais carioca do que esse combo, futvôlei incluso!

Ok, esse aqui não é chique, mas é ultra carioca: sente-se em uma barraquinha na orla, peça seu coco e agarre o primeiro vendedor que gritar “Bixcoito Globo!” perto de você. Tá, não agarre, mas aproveite porque os vendedores da praia pegam o biscoito na fábrica todas as manhãs, e eles estão sempre bem fresquinhos. Custa “2 por R$5”, mais os R$ 3 do coco e voilá: um café da manhã barato e delicioso, em meio à golden retrievers e gente sarada jogando futvôlei – esporte que desafia a física e é muuuito legal de assistir.

– Tem em toda a orla da Zona Sul, do Leme ao Leblon.

Mais: uma amiga francesa me indicou a padaria Guerin, do chef Dominique Guerin, que abriu em março na Av. Nossa Senhora de Copacabana, 920. Ainda não experimentei, mas a promessa é de croissants tão bons quanto os de Paris. Uau! E você, tem mais alguma sugestão de lugar gostoso para tomar café da manhã na cidade maravilhosa? Prometo que vou lá experimentar! 😉

Facebook Comments

Comments

  1. Daniele Garcia

    Que post gostoso, Raíra! Deu a maior saudade… Amoooooo o Forte de Copa e ameeei o café de lá qdo fui. Por falar em Colombo, a tradicional fica no centrão. Não é a área mais bonita do Rio (aliás, longe disso), mas pra quem trabalhava por ali, como eu, entrar na Confeitaria Colombo era como dar uma escapada pra outro lugar e outra época. Esquece a bagunça típica do Centro e dá um mergulhinho lá qualquer dia desses. 😉
    http://www.flickr.com/photos/claudiolara/56489486/

    Responder
  2. Ricardão

    Delícia de blog, e delícia de blogueira

    Responder
  3. […] tempo atrás escrevi sobre lugares gostosos para tomar café da manhã no Rio de Janeiro. No texto, citei rapidinho a boulangerie Guerin, que eu ainda não conhecia mas havia sido indicada […]

    Responder

Deixe um comentário