Categories Canadá, Viagem

O charme exuberante de Vancouver

Posted on
O charme exuberante de Vancouver

Oi pessoal!

Em abril deste ano eu fiz uma viagem pelo Canadá com o STB para conhecer algumas escolas de inglês bacanas por lá e documentar a experiência no blog STB Friends. Claro que, entre um compromisso e outro, aproveitei para passear um pouquinho pelas principais cidades canadenses. Reproduzo abaixo meu relato sobre Vancouver, cidade que mais me encantou no país por conta da natureza surreal de linda, representada por parques, montanhas, praias, lagos e até mesmo nas ruas, sempre muito arborizadas.

Nos meus primeiros dias na cidade, estava na missão “conhecer escolas”. E todas elas ficam em Downtown, o centro mesmo. É diferente do clichê de Vancouver: tem muitos prédios, a maioria modernos, espelhados. Eu confesso que fiquei um pouco surpresa, esperava mais natureza. Mas uma cidade não é feita só de parques, né?! E, na verdade, quase é: o Stanley Park, famoso parque de Vancouver, fica pertíssimo de Downtown. Mas demora uns dias pra você entender as distâncias (e o skytrain, o metrô de superfície).

Os parques

Posando com a Lions Bridge, do Stanley Park
Posando com a Lions Bridge, do Stanley Park

Então vamos aos clichês, que viraram a cara de cidade e isso não foi à toa. O tal Stanley Park tem mais de 4 km², o que significa que ele é GRANDE. E é todo cercado por um calçadão de 8km que vai rodeando o mar e é a coisa mais bonita do mundo. Uma das, juro! Ele ainda tem vista pra Lions Gate Bridge, ponte que liga o centro à North Vancouver e é muito fotogênica. Tem que conhecer!

Do outro lado dessa ponte, fica mais parque muito famoso: o Capilano Suspension Bridge Park. Se você arranha no inglês, já sacou que é um parque de pontes suspensas. Caiu a ficha? É UM PARQUE DE PONTES SUSPENSAS!! Elas atravessam ou margeiam um cânion de 70m de altura, algumas são fixas, e a mais longa (137 m) balança! Gente, é incrível! Filmaram até um Indiana Jones aqui, hahaha. E é como você se sente, mesmo, quando está explorando o parque. Imperdível! A entrada custa 33 dólares canadenses e tem um shuttle, um transporte gratuito pra lá, que sai de Downtown (compre ingresso antecipado!).

Se você não quiser pagar, tem um outro parque com ponte suspensa, o Lynn Canyon Park. Também fica em North Vancouver, um pouquinho mais longe que o Capilano, mas a entrada é gratuita e tem uma ponte tão bonita quanto a do Capilano pra fotografar. O Lynn é um parque mais selvagem, com trilhas, enquanto o Capilano é mais turístico e adaptado pra famílias (ou pessoas com preguiça de trilhas).

Vancouver-Lynn
A ponte suspensa do Lynn Canyon Park é muito fotogênica

As praias

Há duas praias famosas em Vancouver: English Bay e Kitsilano. São praias de areia fofinha mesmo, mas você dificilmente vai querer ficar descalço se não for verão. Agora na primavera, que estava friozinho de leve, era uma delícia sentar nos troncos que tem nas praias e ficar olhando o mar. Ou brincando de tirar foto pulando, sei lá ;).

Vale a pena visitar essas praias no comecinho da noite, pra curtir o pôr do sol (em abril isso acontecia às 20h!) e depois ficar pra jantar nos ótimos restaurantes da região. Eu fiz isso em Kitsilano, que tem um restô lindo chamado The Boat House, com vista panorâmica pra praia. Comi diversos tipos de frutos do mar, e a experiência toda foi deliciosa!

O time do STB curtindo a Kitsilano Beach. Fun!
O time do STB curtindo a Kitsilano Beach. Fun!

E então, já está entendendo o meu amor por Vancouver?

Facebook Comments

Author: Raíra Venturieri

Raíra Venturieri é jornalista, roteirista, escritora, filósofa de boteco e sim, bem tagarela. Foi repórter do Guia Quatro Rodas e tem matérias publicadas nas revistas Viagem e Turismo, Host & Travel e Viaje Mais, entre outras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *