Categories Inspiração

Vale a pena ter perfeccionismo na Internet?

Posted on
Vale a pena ter perfeccionismo na Internet?

Alou amigos! Depois de uma pausa de uns dois meses no blog, volto com uma reflexão que é ao mesmo tempo uma justificativa para essa ausência. E um erro muito comum entre criadores de conteúdo! Até que ponto é bom ter tanto perfeccionismo na internet? Não seria essa uma via de comunicação dinâmica demais pra tamanho preciosismo?

A pergunta é retórica, é claro. Como uma jornalista que veio de revistas e viu o mundo virar de cabeça pra baixo com a internet, a resposta é óbvia. O que importa é o aqui, o agora. O furo de reportagem, o ineditismo, a experiência do momento. Instagrams de viagem com fotos de arquivo podem ser lindos, mas Instagrams de viagem com fotos de HOJE são melhores. Por mais editada que seja a versão, é mais próxima do real, não é?

E o real tem falhas também. O perfeccionismo mata não só o imediatismo e a espontaneidade, tão valorizados na internet, como mata também a realidade. E quanto mais distante do real e do banal, mais distante se fica do público. Isso é uma coisa que demorei muito pra entender, por conta do meu background de revista (tinha um mês inteiro pra deixar a revista perfeita, imagina) e também pela minha realidade convivendo com um fotógrafo foda, o Paulo del Valle. Que faz a perfeição parecer tão… Normal!

Quanto mais eu convivo com influenciadores que não são fotógrafos profissionais, mais entendo o valor de se compartilhar experiências verdadeiras. De gastar mais tempo interagindo com o público do que editando à exaustão aquela manchinha no Photoshop. E nossa, como fica fácil produzir conteúdo com frequência quando você se livra das amarras da perfeição!

Como lidar com o perfeccionismo na internet

Uma reflexao sobre perfeccionismo ao criar conteudo para a Internet, onde reina o imediatismo

Eu ainda estou aprendendo como lidar com perfeccionismo na Internet. Tenho dezenas de textos não publicados que não julguei bons o suficiente, horas e horas de vídeos gravados que não aprendi a editar com perfeição, milhares de ideias na cabeça que não executei porque não achei que estivesse pronta ainda pra fazer um trabalho foda. Mas quer saber? Nunca estarei! Se a gente esperar sempre o momento e condições perfeitas pra realizar algo, não vamos realizar é nada.

A gente se torna foda fazendo. Ponto. Quando mais a gente cria, mais a gente erra… Mas mais a gente acerta também. Daqui um ano vou olhar pra trás, rever os textos e vídeos que vou publicar agora e provavelmente achar tudo péssimo. Hahaha mas ainda bem né! Sinal de que eu evolui. Tomara que eu ache péssimo mesmo. Mas tomara que vocês não! hahaha

Enfim, mais que auto-motivação, espero que esse texto inspire você também a criar mais e arriscar mais na internet. Mesmo sem estar pronto, sem estar perfeito, irretocável. Vai ter crítica negativa, vai ter positiva e tudo bem, isso faz parte. Eu estou muito animada! Vamos fazer o melhor que a gente pode HOJE, sem deixar pra depois?

*Gostou da reflexão? Veja mais na categoria Inspiração aqui do blog. 🙂

 

Facebook Comments

Author: Raíra Venturieri

Raíra Venturieri é jornalista, roteirista, escritora, filósofa de boteco e sim, bem tagarela. Foi repórter do Guia Quatro Rodas e tem matérias publicadas nas revistas Viagem e Turismo, Host & Travel e Viaje Mais, entre outras.

2 comments

  1. Aos olhos de quem não trabalha com isso, mas só acompanha, no fundo sabemos que a vida não é perfeita. Mas é tão mais fácil acreditar né? Muito bom o texto, Chu

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *