Categories África, Viagem

Série África do Sul: vinícolas

Posted on
Série África do Sul: vinícolas

A 75 km da Cidade do Cabo, uma cidadezinha charmosa foge de todos os arquétipos de África que você pode ter. Franschhoek já guia seu olhar pelo nome, que significa “cantinho da França”. O clima mais friozinho, o terreno montanhoso e a arquitetura clássica – afinal, trata-se de uma das cidades mais antigas do país – dão a impressão de se estar na Europa. E não existe Europa sem vinho.

É da região que vêm os melhores vinhos sul-africanos, já bastante conhecidos. A especialidade são os brancos e os rosé – consequência do clima mais ameno do que seus vizinhos europeus. Mas também há uma boa produção de vinhos tintos, como o meu primeiro Cabernet Franc da vida, que provei na vinícola Le Petite Ferme.

O lugar é lindíssimo. A casa principal abriga o restaurante, que tem vista panorâmica para a vinícola. Mães, pais e avós degustam os vinhos do lado de dentro, enquanto as crianças correm pelo campo que antecede as vinícolas. Tudo tão lindinho! Quem tiver interesse em conhecer melhor a produção, pode fazer um tour pelas adegas subterrâneas e provar algumas variações ali mesmo, do barril. Fiz este passeio com o Avron, concierge que trabalha lá desde a adolescência e parece realmente apaixonado pelo que faz. É imperdível.

Vista para vinicolas do restaurante Petite Ferme, perto da Cidade do Cabo.
O restaurante do Petite Ferme tem vista para o jardim e as vinícolas
Adegas subterraneas da Le Petite Ferme, na Africa do Sul
O jovem concierge Avron faz um tour com degustação pelas adegas subterrâneas

Outra vinícola bastante conhecida por ali é a Haute Cabriere, com vinhos que você deve encontrar em muitos restaurantes pelo país. O lugar é menorzinho, voltado para a degustação mesmo, e não para almoçar e passar um dia em família como é na Petite Ferme. Mas vale a pena pela qualidade e tradição da bebida.

Haute Cabriere, vinicola aberta para degustaçao na Africa do Sul
O Haute Cabriere é focado na degustação da bebida

Para encerrar o dia, nem pense em voltar para a Cidade do Cabo. Um dos hotéis mais bonitos da África do Sul fica em Franschhoek e, se você puder pagar, fique. E faça um esforço pra não passar todos os dias destinados à viagem ali, porque a tentação vai ser grande. O La Residence tem 11 acomodações, todas com uma decoração de muito bom gosto e luxos que vão de piso aquecido no banheiro a cama king-size (algumas com dossel, outras tão altas que têm escadinha pra subir).  Os tamanhos e disposições variam, mas a maioria tem sacada (térrea ou do primeiro andar) e banheira – mas banheira de verdade mesmo, nada de adaptação com chuveiro ou plastificadas sem charme. Passei uma noite na Disa Suite, ou suite 4, que tem como diferenciais a decoração vibrante com pink e verde e a grande sacada com vista para a vinícola. Ah, sim, todos os vinhos que você tomar no La Residence são de fabricação própria. A diária parte de 4.390 rands (R$ 980) por pessoa em acomodação dupla, investimento digno para uma lua de mel dos sonhos.

O hotel La Residence, na Africa do Sul, fica cercado de vinícolas.
O romântico hotel La Residence
O hotel La Residence, na Africa do Sul, fica cercado de vinícolas.
Amei a Suíte 4, a mais colorida
O hotel La Residence, na Africa do Sul, fica cercado de vinícolas.
Ela tem uma banheira com acesso à sacada, de onde se vê a vinícola
O hotel La Residence, na Africa do Sul, fica cercado de vinícolas.
ESSA sacada

Há ainda outra vinícola bacana que conheci na África do Sul, mas ela fica na cidade litorânea de Hermanus, a 100 km de Franschhoek. A Creation Wines tem um clima bem diferente – casa grande e arejada, intalações modernas e rede de exportação para mais de 20 países. Mas eu não espero que você dirija 100 km (ou 120 km a partir da Cidade do Cabo) pra ver só uma vinícola. Não, não. Eu espero que você dirija tudo isso pra ver uma vinícola, um litoral com a melhor visualização de baleias do mundo e mais um hotel de sonho. Estou falando sobre Hermanus, que também foi tema do blog! Espero que goste! 🙂

*Todos os posts sobre a África são resultado de uma viagem de imprensa realizada em parceria com a Nicky Arthur PR e a South African Airways.

Facebook Comments

Author: Raíra Venturieri

Raíra Venturieri é jornalista, roteirista, escritora, filósofa de boteco e sim, bem tagarela. Foi repórter do Guia Quatro Rodas e tem matérias publicadas nas revistas Viagem e Turismo, Host & Travel e Viaje Mais, entre outras.

0 comments

  1. Lindo post, Rá! Tive a oportunidade de fazer um bate e volta pra Franschhoek e, no mesmo dia estava tendo o festival de comemoração à Queda da Bastilha! A cidade inteira decorada, ruas cheias, música, comida… Foi lindo! Beijão, Mayara

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *