Categories África, Viagem

Série África do Sul: vinícolas

Posted on
Série África do Sul: vinícolas

A 75 km da Cidade do Cabo, uma cidadezinha charmosa foge de todos os arquétipos de África que você pode ter. Franschhoek já guia seu olhar pelo nome, que significa “cantinho da França”. O clima mais friozinho, o terreno montanhoso e a arquitetura clássica – afinal, trata-se de uma das cidades mais antigas do país – dão a impressão de se estar na Europa. E não existe Europa sem vinho.

A cidadela não deixa esconder sua vocação
A cidadela não deixa esconder sua vocação

É da região que vêm os melhores vinhos sul-africanos, já bastante conhecidos. A especialidade são os brancos e os rosé – consequência do clima mais ameno do que seus vizinhos europeus. Mas também há uma boa produção de vinhos tintos, como o meu primeiro Cabernet Franc da vida, que provei na vinícola Le Petite Ferme.

O lugar é lindíssimo. A casa principal abriga o restaurante, que tem vista panorâmica para a vinícola. Mães, pais e avós degustam os vinhos do lado de dentro, enquanto as crianças correm pelo campo que antecede as vinícolas. Tudo tão lindinho! Quem tiver interesse em conhecer melhor a produção, pode fazer um tour pelas adegas subterrâneas e provar algumas variações ali mesmo, do barril. Fiz este passeio com o Avron, concierge que trabalha lá desde a adolescência e parece realmente apaixonado pelo que faz. É imperdível.

O restaurante do Petite Ferme tem vista para o jardim e as vinícolas
O restaurante do Petite Ferme tem vista para o jardim e as vinícolas
O jovem concierge Avron faz um tour com degustação pelas adegas subterrâneas
O jovem concierge Avron faz um tour com degustação pelas adegas subterrâneas

Outra vinícola bastante conhecida por ali é a Haute Cabriere, com vinhos que você deve encontrar em muitos restaurantes pelo país. O lugar é menorzinho, voltado para a degustação mesmo, e não para almoçar e passar um dia em família como é na Petite Ferme. Mas vale a pena pela qualidade e tradição da bebida.

O Haute Cabriere é focado na degustação da bebida
O Haute Cabriere é focado na degustação da bebida

Para encerrar o dia, nem pense em voltar para a Cidade do Cabo. Um dos hotéis mais bonitos da África do Sul fica em Franschhoek e, se você puder pagar, fique. E faça um esforço pra não passar todos os dias destinados à viagem ali, porque a tentação vai ser grande. O La Residence tem 11 acomodações, todas com uma decoração de muito bom gosto e luxos que vão de piso aquecido no banheiro a cama king-size (algumas com dossel, outras tão altas que têm escadinha pra subir).  Os tamanhos e disposições variam, mas a maioria tem sacada (térrea ou do primeiro andar) e banheira – mas banheira de verdade mesmo, nada de adaptação com chuveiro ou plastificadas sem charme. Passei uma noite na Disa Suite, ou suite 4, que tem como diferenciais a decoração vibrante com pink e verde e a grande sacada com vista para a vinícola. Ah, sim, todos os vinhos que você tomar no La Residence são de fabricação própria. A diária parte de 4.390 rands (R$ 980) por pessoa em acomodação dupla, investimento digno para uma lua de mel dos sonhos.

O romântico hotel La Residence
O romântico hotel La Residence
A Suíte 4 é a mais colorida do hotel
Amei a Suíte 4, a mais colorida
Ela tem uma banheira com acesso à sacada, de onde se vê a vinícola
Ela tem uma banheira com acesso à sacada, de onde se vê a vinícola
ESSA sacada
ESSA sacada

Há ainda outra vinícola bacana que conheci na África do Sul, mas ela fica na cidade litorânea de Hermanus, a 100 km de Franschhoek. A Creation Wines tem um clima bem diferente – casa grande e arejada, intalações modernas e rede de exportação para mais de 20 países. Mas eu não espero que você dirija 100 km (ou 120 km a partir da Cidade do Cabo) pra ver só uma vinícola. Não, não. Eu espero que você dirija tudo isso pra ver uma vinícola, um litoral com a melhor visualização de baleias do mundo e mais um hotel de sonho. Vem ver amanhã? 🙂

*Todos os posts sobre a África são resultado de uma viagem de imprensa realizada em parceria com a Nicky Arthur PR e a South African Airways.

Facebook Comments

Author: Raíra Venturieri

Raíra Venturieri é jornalista, roteirista, escritora, filósofa de boteco e sim, bem tagarela. Foi repórter do Guia Quatro Rodas e tem matérias publicadas nas revistas Viagem e Turismo, Host & Travel e Viaje Mais, entre outras.



0 comments

  1. Lindo post, Rá! Tive a oportunidade de fazer um bate e volta pra Franschhoek e, no mesmo dia estava tendo o festival de comemoração à Queda da Bastilha! A cidade inteira decorada, ruas cheias, música, comida… Foi lindo! Beijão, Mayara

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *