Categories Inspiração

Como lidar com a ansiedade de trabalhar como freelancer

Posted on
Como lidar com a ansiedade de trabalhar como freelancer

Sentei aqui pensando no tema que abordaria essa semana no LinkedIn, tentando identificar técnicas, tendências ou cases do universo digital que poderiam ser relevantes pra vocês. Mas me ocorreu que de nada adianta a gente se informar, estudar e empenhar na nossa vida profissional se nada estiver bem no âmbito emocional.

Não sou psicóloga e nem life coach; não tenho a menor intenção de tornar esse texto um tratado abstrato sobre saúde mental ou inteligência emocional. Mas gostaria de compartilhar algumas reflexões e experiências que tive que me ajudaram muito a lidar com a vida como freelancer, e todas as inseguranças e incertezas que isso traz.

Nada é permanente – nem o sucesso, nem o fracasso

Algumas vezes ao longo dessa jornada me vi questionando minhas escolhas e estilo de vida. Quando o trabalho me impede de estar presente em eventos familiares importantes, ou quando o dinheiro não sobra como deveria no fim do mês. Às vezes a gente tende a se culpar de uma forma quase paralisante, sem perceber que se há algo de errado na nossa rota, está tudo bem fazer um desvio. Ou mil!

Se as coisas não estão como você gostaria hoje, tente não se abater, mas analisar francamente como você gostaria que elas estivessem e o que pode fazer pra mudar. A parte de analisar o que quer (ser, ter) é importante, porque muitas vezes acabamos seguindo tanto no fluxo da vida que esquecemos qual era o objetivo quando começamos.

Pra mim, ajuda muito parar sempre no começo do mês pra refletir sobre minhas metas de curto prazo, de longo prazo e planos de ação. E olha só, que momento oportuno pra esse artigo, na primeira segunda-feira de fevereiro! O planejamento tem que ser algo constante mesmo, pra você não esquecer do objetivo maior e repensar caso você descubra que alguma meta pré-estabelecida não é tão importante assim pra você.

Eu faço esse exercício mesmo quando me sinto feliz e realizada com meus projetos (esse status, como vocês devem saber, oscila com absurda frequência). É o que falei no destaque: o fracasso não é permanente, mas o sucesso também não. Ficar parado no mesmo lugar é igual andar pra trás, já que o mundo – especialmente o mundo digital – não para!

Planejamento e uma pitada de otimismo ajudam, e muito!

Como lidar com a ansiedade de trabalhar como freelancer: planejamento e otimismo

Outra vantagem de rever metas e planos de ação constantemente é isso acaba por injetar uma boa dose de otimismo na gente! Não sei vocês, mas eu fico especialmente estimulada quando escrevo planos no papel e penso em formas de alcançá-los. Me sinto empoderada, criativa, capaz de realizar qualquer coisa! Se eu não me der esse crédito, ninguém vai dar por mim, certo? A primeira pessoa que precisa acreditar em você é você mesmo. E não existe nada mais sedutor do que uma boa dose de confiança!

E aí eu realizo o plano. Geralmente envolve entrar em contato com potenciais clientes ou parceiros, desenvolver produtos que podem me trazer receita ou me aproximar da minha audiência, aprender habilidades que vão melhorar muito meu negócio.

Pode ser que tudo dê errado e, por mais que você se esforce de verdade, sua empresa não saia do lugar? Pode ser sim. Acontece. Mas você vai terminar o mês sabendo que deu o melhor de si e foi atrás. No mínimo, você terá alguma noção do que vale a pena persistir ou o que você precisa estudar e dominar melhor pra seguir em frente.

E uma coisa eu garanto: se você persistir e focar no seus objetivos mês a mês, você vai sair do lugar. A mera sensação de produtividade e aprendizado dá uma injeção de energia que eu não sei nem explicar! Saber que você é capaz e que está disposto a trabalhar muito pelos seus objetivos vai te propiciar um novo olhar sobre os obstáculos do caminho.

Tenha coragem pra assumir e resolver os problemas

Aí entra aquele conselho de autoajuda que dá uma raiva quando a gente lê (hahaha), mas que no fundo é verdade. A forma como a gente encara os obstáculos já interfere muito na solução, muito mesmo. Quando a gente fica puto, ou inseguro, ou procura culpados, ou xinga muito no Twitter (ainda se fala isso na internet?), a gente não resolve nada. No máximo, a gente cozinha tanto o problema que ele toma proporções ainda maiores.

Troque a reclamação toda por planos de ação. Quando chegar aquele boleto inesperado, ou aquela bronca do cliente, ou o notebook quebrar, ou sei lá qual o perrengue da vez na sua vida de empreendedor: pense em formas de resolvê-lo. Seja proativo, criativo. Se é uma renda extra que vai resolver, busque “renda extra” no Youtube e veja se algo pode se aplicar a você. Se é conhecimento que te falta, estude. Se é algo que você não pode resolver sozinho, peça ajuda. Ou contrate alguém. Só resolva.

Problemas e perrengues todo mundo tem. Claro que, quem trabalha como freelancer e luta mês a mês por cada job, tende a ter problemas assim com mais frequência. Mas também tem muito mais oportunidades do que a maioria das pessoas com emprego fixo. Então mantenha a cabeça erguida e a postura de problem solver, que tudo vai dar certo!

Não se esqueça que tudo depende de você. Por isso, cuide-se.

Saúde e bem-estar devem ser prioridade para um empreendedor trabalhar sem ansiedadePor fim, depois de todo esse papo levanta-a-bunda-e-vai-atrás, um momento de doçura: cuide de você. Cuide da sua saúde, do seu bem-estar, priorize alguns momentos de descanso e encaixe na sua rotina atividades que te façam bem. Com a cabeça no lugar, você vai conseguir trabalhar melhor e em menos tempo, então não entre na noia de que você precisa trabalhar 24/7 pra ser alguém na vida. Não funciona assim.

Eu entendo que, quando empreendemos, é difícil se desligar das demandas e problemas da empresa. Principalmente no começo, quando tudo depende de você. Mas é justamente por isso que você precisa priorizar sua saúde e felicidade – pra dar todo o gás na hora de focar nas atividades mais trabalhosas.

Todo mundo tem suas atividades “de escape”. Pode ser academia, terapia, meditação… Pode ser até algumas noites em família sem celular ou interrupções. Eu tenho algumas, como o hábito de ler por uma hora de manhã cedo tomando uma caneca de café fresquinho. É tudo que eu preciso pra começar o dia bem e inspirada. Inclusive, se você ainda não tem um hábito matinal de autocuidado, recomendo que experimente! Pode mudar a vida!

Bom, é isso. Escrevi esse artigo de coração, sem muito planejamento, mas acho que ele resume muitas das ideias que me fizeram ser mais produtiva e realizada no meu dia a dia – o melhor remédio para a ansiedade. Espero que ajude você também! Se você gostou do artigo, acompanhe meu trabalho no LinkedIn, onde posto artigos relacionados à empreendedorismo e desenvolvimento pessoal às segundas-feiras. 

Quer receber textos exclusivos e novidades por e-mail? Cadastre-se na minha newsletter! Eu prometo jamais compartilhar seu dados com terceiros. #tamojunto

Ei! Você usa Pinterest? Então salva essa imagem aqui embaixo pra achar o post “Como lidar com a ansiedade de trabalhar como freelancer” depois! Aproveita e me segue por lá: br.pinterest.com/raventurieri

Como lidar com a ansiedade ao trabalhar como freelancer

Facebook Comments

Author: Raíra Venturieri

Raíra Venturieri é jornalista, roteirista, escritora, filósofa de boteco e sim, bem tagarela. Foi repórter do Guia Quatro Rodas e tem matérias publicadas nas revistas Viagem e Turismo, Host & Travel e Viaje Mais, entre outras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *