Categories Chile, Viagem

10 motivos para visitar o Chile em 2019

Posted on
10 motivos para visitar o Chile em 2019

Eu não poderia encerrar essa série de posts com o Chile Travel sem destacar o óbvio: o Chile é um destino imperdível para brasileiros! Seja pela proximidade, a cultura vinícola ou a riqueza de paisagens naturais, certamente você encontrará nessa lista um motivo que toca seu coração. Vamos a eles?

Santiago, a capital mais bonita da América do Sul

Templo Bahai de Sudamerica, impressionante arquitetura em Santiago, no ChileJá comecei com polêmica! Buenos Aires que me perdoe, mas Santiago sai na frente disparado só pela geografia. Uma cidade cercada pelas montanhas nevadas da Cordilheira dos Andes! Tem como ser mais bonito que isso? Não tem! Pra completar, a cidade ainda é repleta de parques bem cuidados (mesmo – são muitos!), esculturas e um skyline dominado pelo belo Sky Costanera. Contei mais sobre a capital chilena nesse post.

4 horas de voo pra ver neve, montanhas, vinícolas…

Quem viaja bastante sabe o privilégio que é enfrentar poucas horas de voo pra ver paisagens tão diferentes do que temos no Brasil. E nem precisa entrar no mérito do Atacama ou Patagônia nesse item que, querendo ou não, ficam a uma distância razoável de Santiago. Acontece que na própria capital você já está a pouca distância de carro de lugares como o resort de esqui Valle Nevado.

Detalhe importante: só a partir de São Paulo há mais de 100 opções de voos diários para Santiago, e não é difícil encontrar tarifas em torno de R$ 600 ida e volta. Gosto assim!

Não precisa de passaporte para ir ao Chile

Você já desistiu de conhecer um destino por causa da burocracia de passaporte, visto e afins? Eu já! O Chile é ótimo porque além de não precisar de visto, você consegue entrar no país só com o RG. Precisa estar em bom estado e com data de emissão inferior a 10 anos. A desvantagem é que você perde a chance de ter um carimbo novo no passaporte (hahaha amo), mas pode facilitar demais a vida de quem ainda não tem passaporte ou está com o documento vencido. 

Algumas das melhores vinícolas do mundo

As vinicolas de Chile são um dos motivos para visitar o paísHá quem pense que os vinhos chilenos são famosos só por aqui, na América do Sul. Ledo engano! O Chile está em quarto lugar na produção de vinhos no mundo, e é especialmente conhecido pelo Cabernet Sauvignon. Mas a verdade é que, por conta da geografia e clima super variados do país, há diversos tipos de uva que crescem com sucesso por lá. No Valle de Casablanca, perto de Santiago, quem reina são os vinhos brancos, com o Chardonnay e o Sauvignon Blanc (leve e meu favorito pra degustações matinais – kkk). Inclusive, as vinícolas dessa região ficam no caminho para Valparaíso. Vale o passeio!

As paisagens do Deserto do Atacama

Formações rochosas do Deserto do Atacama, no Chile. Por Raira VenturieriA primeira viagem que fiz pro Chile, láá em 2010, foi pra escrever uma matéria sobre o Deserto do Atacama. Voltei impactadíssima! Sempre imaginei desertos como paisagens monótonas, com aquela infinidade de dunas e nada mais. Mas o Atacama quebrou todos os meus preconceitos! A paisagem é repleta de formações rochosas malucas (há até um lugar chamado Valle de la Luna, de tão outro-planeta que é!), lagoas com flamingos, salares com solo branquinho, vulcões, geiseres (espécie de nascente termal que emite água e gases)… A lista vai longe! É uma viagem que recomendo demais pra fotógrafos e amantes de natureza. O legal é que vale tanto pra mochileiros (há diversos albergues bacanas em San Pedro de Atacama) quanto pra viajantes mais sofisticados. O hotel que fiquei durante a reportagem, o Tierra Atacama, é digno de lua de mel!

A beleza do céu no deserto e em Santiago

Ah, já mencionei que o Atacama é apenas o melhor lugar do planeta para observar o céu? Um conjunto de fatores contribui pra isso: além de não ter a interferência das luzes da civilização por muitos e muitos quilômetros, a qualidade do ar (o mais seco do mundo!) também contribui pra boa visibilidade. É surreal a quantidade de estrelas que você vê a olho nu! Se não fosse suficiente, há ainda excursões noturnas para observar o céu e os planetas com telescópio e guia especializado. Um dos tours mais legais que você pode fazer por lá!

Santiago também é conhecida pela beleza do céu, e confesso que os finais de tarde por ali foram os mais lindos e rosas que já vi na vida. O motivo, no entanto, não é tão nobre: como a cidade está cercada pela Cordilheira dos Andes, muito da poluição dos carros não se dissipa totalmente. Isso torna o ar mais pesado e, ironicamente, mais colorido no nascer e por do sol. A gente releva o motivo e aproveita as cores do céu pra fazer muitas fotos, combinado?

Torres del Paine e a Patagônia Chilena

Torres del Paine, no Chile, é um dos motivos para visitar o pais em 2019
Foto por Thomas Fields via Unsplash

O Parque Nacional de Torres del Paine é um dos maiores cartões-postais do Chile. Se você não sonha em conhecer esse lugar, meu amigo, você está sonhando errado. Hahaha! O parque compreende 240 mil hectares com montanhas dramáticas, maciços de geleira e lagos de todo tom de azul. Só isso já vale a viagem, mas há ainda muita natureza e trilhas para explorar essa região tão pouco habitada. Dá pra combinar uma viagem entre a Patagônia Chilena e Argentina, com direito a cruzeiro e tudo. Está no topo da minha bucket list! 

A natureza da Região dos Lagos

Raira Venturieri em lancha no Lago Azul, em Llanada Grande, na região dos lagos do ChileQuem acompanha o blog já deve estar apaixonado pela Região dos Lagos, né? Ao sul de Santiago, mas antes da Patagônia, a região compreende diversos lagos cristalinos, muitas montanhas, vulcões, florestas e natureza exuberante mesmo! Bem diferente das paisagens extremas do Atacama e da Patagônia. E o melhor: dependendo da época do ano, há pouquíssimos turistas por ali! Agora em novembro tivemos o privilégio de fazer passeios e trilhas praticamente sozinhos. Só não vá no inverno, já que por ali faz frio de verdade e tende a chover. Pra saber mais, comece pelo post sobre Puerto Varas, a capital turística da Região dos Lagos.

O misticismo de Chiloé

Ainda pouco conhecido por turistas, o arquipélago de Chiloé, no sul do Chile, guarda belezas pouco exploradas e muito misticismo. O caminho pra chegar lá é voando para Puerto Montt, a mesma cidade-base da Região dos Lagos. Chiloé tem uma cultura muito própria, o que se reflete na arquitetura (seu conjunto de igrejas de madeira foi declarado Patrimônio Mundial pela UNESCO), na gastronomia e nas lendas do povo, que acabou desenvolvendo-se de forma própria por conta da separação do continente.

Dentre as criaturas e seres mitológicos que fazem parte do imaginário popular está o Trauco, demônio que seduz e engravida as moças da ilha. Já ouviu essa história antes? Hahaha adorei ver semelhanças entre as mitologias de lá e da Amazônia. Quer mais uma prova da energia sobrenatural de Chiloé? É apenas o único lugar conhecido no mundo onde baleias azuis se reúnem para se alimentar. Surreal!

Sonho: conhecer a Ilha de Páscoa

Foto por Thomas Griggs via Unsplash

Eu não poderia encerrar essa lista sem falar na Ilha de Páscoa, um dos destinos mais fascinantes da América do Sul. Que, aliás, nem sei por que fica no nosso continente – as 5 horas que separam Santiago da Ilha de Pascoa são apenas um dos indícios de que a cultura ali tem muito mais a ver com os Maori da Nova Zelândia. O principal símbolo da ilha são os Moais, enormes esculturas de pedra vulcânica deixadas por uma civilização que não existe mais. Há mais de 600 estátuas ao redor da ilha, que chegam a ter 10 metros de altura (!). Além de contemplar os moais, turistas podem fazer caminhadas, cavalgadas, passeios de bicicleta e mergulhos em meio à belas praias e vulcões. 


Se você ficou louco pra conhecer o Chile, leia todos os posts no blog sobre o país! E que em 2019 venham mais! 🙂

Raira Venturieri viajou em parceria com o Chile Travel, escritório de turismo do Chile

Facebook Comments

Author: Raíra Venturieri

Raíra Venturieri é jornalista, roteirista, escritora, filósofa de boteco e sim, bem tagarela. Foi repórter do Guia Quatro Rodas e tem matérias publicadas nas revistas Viagem e Turismo, Host & Travel e Viaje Mais, entre outras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *