Categories Inspiração

Como perder a timidez e o medo de se expor na internet

Posted on
Como perder a timidez e o medo de se expor na internet

Aproveitei a semana de carnaval pra escrever um texto mais leve, de coração, e especial pra você que tem mil ideias de projetos pra fazer na internet mas tem medo de começar. Como faz pra perder a timidez e o medo de se expor?

Eu sou uma pessoa bem tímida, pessoalmente, e por muito tempo isso me impediu de fazer os conteúdos que eu queria na internet. O medo de ser julgada, de pagar mico, de ter gente discordando comigo, de conquistar haters.

A gente dá uma importância tão grande pra quem pode não gostar da gente que ignora a imensa maioria das pessoas que é muito mais propensa a gostar. As pessoas são legais, eu juro! Tente ver além da sua insegurança e pensar o quanto você pode agregar na vida de alguém com suas dicas, seu conteúdo, enfim, o que você tiver vontade de criar na internet.

Tem uma frase que já virou meio clichê de auto-ajuda, mas que é muito verdade: a única forma de você não desagradar ninguém é se você não fizer absolutamente nada. Se você for uma pessoa 100% irrelevante na sua vida, você não vai correr riscos ou conquistar desafetos. Mas você vai passar a vida toda se escondendo e desperdiçando seu potencial por medo de se expor. Para e pensa se essa segurança vale tanto a pena assim, porque o custo de ficar na zona de conforto é muito alto.

A coragem geralmente vem aos poucos

Eu acho que criar essa coragem, essa cara de pau, foi um processo que ocorreu aos poucos pra mim. Eu lembro uma vez, não muito tempo atrás, que eu fiz uma enquete nas stories do meu Instagram perguntando se as pessoas queriam saber mais sobre algum assunto específico que eu não lembro. Uma alternativa era tipo “sim, amo” e a outra algo como “não, esquece isso”, meio estúpido.

Aí uma amiga minha, a Bia, falou que admirava minha coragem, porque ela morreria de medo de fazer uma enquete dessa e ver muita gente votando na alternativa negativa. E ai eu pensei “cara, é verdade né?” Eu percebi que eu não tenho mais esse medo, mas talvez um dois anos atrás eu jamais faria uma enquete dessa também. E por que que eu to falando isso?

Pra você ver que tudo bem se você tem medo hoje em dia. Às vezes você precisa começar, e fazer algumas coisas com medo mesmo, até que elas se tornem mais naturais pra você. Nem todo mundo que tá aqui falando publicamente e fazendo gracinha na internet é naturalmente extrovertido. É uma coisa que se aprende.

E o que eu respondi pra Bia, quando ela falou do medo, é o que eu falei pra vocês no começo desse texto. Sempre vai ter alguém que não vai gostar, ou que tá ali só pra te gongar, mas pode ter certeza que vai ser irrelevante perto das pessoas que gostam de você e te apoiam. Não tenha medo, as pessoas são mais receptivas do que a gente imagina.

Olhar pra trás e ver que você evoluiu faz parte!

E o medo de você mesmo olhar o vídeo ou o texto depois e achar uma bosta? Ficar com vergonha? Olha, isso pode acontecer – eu tenho esse medo também, mas encaro de outra forma. Se eu olho um vídeo um ano depois e penso que eu poderia ter feito melhor, eu fico feliz, porque significa que eu evolui. Eu não estou mais no mesmo lugar que eu estava um ano atrás, e ainda bem né? Talvez se eu não tivesse começado naquele momento, eu não teria aprendido tudo o que me fez me tornar melhor.

Então tá, você está disposto a encarar o medo e se expor mais na internet. Mas e a hora que você tiver que lidar com outros pessoalmente? Ir em eventos, fazer um networking e propor parcerias são coisas importantes e que podem fazer você crescer muito mais rápido. É fato. Mas olha, meu conselho: se isso é algo que te amedronta, deixa pra se preocupar depois. Começa criando você na sua casa, postando, sem nem pensar muito em quem tá do outro lado.

Eu continuo sendo uma pessoa tímida, vou pouco em eventos por causa disso e sei que isso me atrapalha – do ponto de vista do negócio mesmo. Mas também sei que eu não preciso me tornar outra pessoa só porque eu trabalho na internet! Eu não preciso me forçar a ir em festas, ou me aproximar de pessoas que podem me alavancar. E eu nem me sentiria confortável fazendo isso, mesmo sabendo que são as ” regras do jogo”.

Se arrisque, mas jamais perca sua essência

A beleza de empreender na internet é que quem cria as regras é você. Você monta o seu negócio de acordo com o que você gosta e está disposto a fazer. É importante encarar os medos, mas também crescer de uma forma que você se sinta confortável. No seu tempo, seguindo seus valores e mantendo a consistência. Dessa forma você acaba atraindo um público que tem a ver com você de verdade, com quem você é, porque você não criou um personagem.

Pra encerrar esse texto, vou dar um exemplo engraçado que aconteceu comigo. Eu sem querer criei uma marca pessoal nas stories porque eu sempre começava os vídeos falando “oi pessoal” de um jeito meio tímido, meu jeitinho. E eu só percebi que fazia isso sempre e que estava virando um bordão quando as pessoas começaram a me imitar e marcar nas stories. Eu achei divertido e me senti de certa forma acolhida, de ver que tinha gente que achava legal eu falar assim e não daquele jeito exagerado GEENTE que as blogueiras falam normalmente.

Então, seja você e não se esconda, que tudo vai dar certo. Espero que esse texto tenha te encorajado a mostrar a cara e parar de adiar seus projetos por medo ou vergonha. Se você gostou, acompanhe também os conteúdos sobre empreendedorismo no Youtube – esse artigo, inclusive, foi escrito originalmente como um roteiro de vídeo. 

Beijos e boa sorte!

Quer receber textos exclusivos e novidades por e-mail? Cadastre-se na minha newsletter! Eu prometo jamais compartilhar seu dados com terceiros. #tamojunto

Facebook Comments

Author: Raíra Venturieri

Raíra Venturieri é jornalista, roteirista, escritora, filósofa de boteco e sim, bem tagarela. Foi repórter do Guia Quatro Rodas e tem matérias publicadas nas revistas Viagem e Turismo, Host & Travel e Viaje Mais, entre outras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *